Cartão Estudante Gratuito

 

1. Estudante Gratuito

O cadastramento e o recadastramento dos cartões Estudante Gratuito (ensino médio da rede pública estadual e federal) passou por alterações. A partir de 2012 será via Web. Quem não possui cartão Estudante Gratuito deve procurar os seguintes locais de cadastramento: Terminais de Campo Grande, Ibes, Laranjeiras e a Loja do Estudante na Ufes (próximo ao Cine Metrópolis).

Quem já possui cartão Estudante Gratuito, por sua vez, deverá fazer o recadastramento na Loja do Estudante na Ufes, no campus de Goiabeiras, próximo ao Cine Metrópolis.

2. Documentos necessários

2.1. Para alunos

Para cadastro: cópia da Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento; cópia de comprovante de residência em nome dos pais ou do próprio estudante (no caso de aluguel, anexar uma declaração do proprietário ou cópia do contrato), 01 foto 3x4 frontal e recente, sem marcas, carimbos, cortes ou manchas,não podendo ser digitalizada, e ficha de cadastro preenchida e impressa na web, assinada e carimbada pela direção instituição de ensino ou pessoa credenciada

O cartão Estudante e Estudante Gratuito são entregues em 07(sete) dias úteis no caso de novos cadastros. No caso do Cartão Estudante Gratuito não é preciso fazer a recarga e o cartão é bloqueado ao fim do ano letivo.
Quem já possui o cartão Estudante Gratuito terá que apresentar, para recadastramento: cartão Estudante Gratuito; cópia do comprovante de residência em nome dos pais ou do próprio estudante (no caso de aluguel, anexar uma declaração do proprietário ou cópia do contrato), cópia da Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento e ficha de recadastramento.

2.2. Para as Instituições de ensino

2.2.1. Ifes e demais órgãos federais de educação

  •  Instrumento de credenciamento ou recredenciamento (autorizaçao de funcionamento)
  •  Estatuto ou regimento da instituição de ensino.
  •  Relação de cursos aprovado pelo conselho de direção
  •  Calendário letivo assinado e carimbado pelo diretor.
  •  CNPJ

 2.2.2. Instituições de ensino básico (ensino médio, EJA - Educação de Jovens e Adultos de nível médio, técnicos profissionalizantes integrados ao ensino médio).

  •  Documento de credenciamento ou recredenciamento emitido pelo poder público (autorização de funcionamento)
  •  Documento de autorização dos cursos.
  •  Estatuto constitutivo ou regimento da instituição de ensino.
  •  Calendário aprovado pelo sub núcleo regional de educação.
  •  CNPJ

 3. Como bloquear o cartão

A implantação da bilhetagem eletrônica oferece ao passageiro que perder o cartão um serviço exclusivo para bloqueio.

O bloqueio de cartão estudante gratuito pode ser feito pelo agente comercializador diante dos seguintes motivos:

   1. Utilização fora do horário compatível com o deslocamento residência/escola/residência;

   2. Constatação de distância residência – escola inferior a um quilômetro;

   3. Abandono da escola.

4. Como pedir segunda via

O cartão Estudante Gratuito pode ser solicitado nos postos de atendimento. Para toda e qualquer segunda via, será preciso apresentar documentos de identidade  e pagar uma taxa de R$ 20,00.

5. Postos de Atendimento

  • Loja da UFES (próximo ao cine Metropolis)
  • Terminal de Campo Grande
  • Terminal de Ibes
  • Terminal de Laranjeiras

Horário de Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

5.2. Para tirar dúvidas:
SAC
Tel.: (27) 2122-0233
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h20, e das 8h às 18h, no sábado.
E-mail: sac@gvbus.org.br


6. Perguntas mais frequentes

6.1. Quem tem o direito à gratuidade?
Têm o direito à gratuidade integral da tarifa no sistema Transcol, os estudantes matriculados no ensino médio das escolas públicas estaduais e federais e que residem a mais de um quilometro da escola.

6.2. Qual a vantagem de possuir o passe escolar gratuito?
Garante a ida e volta gratuita do aluno no deslocamento residência/escola/residência.

6.3. O cartão poderá ser usado em qualquer linha de ônibus?
Não, somente linhas especificadas para este deslocamento.

6.4. O cartão da gratuidade pode ser usado todos os dias?
O cartão da gratuidade só permite o uso de duas passagens ao dia, de segunda a sexta-feira. Não permite finais de semana, feriados e períodos de férias escolares.

6.5. Como fazer para solicitar o cartão de gratuidade?
A escola fornece o formulário ao aluno, já preenchido, carimbado e assinado pela direção da escola ou pessoa credenciada junto ao GVBus.

6.6. Até quando o estudante poderá solicitar o cartão de gratuidade?
Durante todo o período letivo da instituição de ensino.

6.7. Até quando o estudante poderá utilizar o cartão de gratuidade?
Até o último dia do período letivo.

6.8. E se o aluno possui o cartão de passe escolar?
O estudante que optar pela gratuidade integral deverá devolver o cartão Transcol Estudante, cedido a ele em comodato. Caso não o possua deverá pagar o valor correspondente a 2ª via pela não devolução

6.9. E se o estudante desistir da gratuidade e quiser voltar para o passe escolar?
O benefício pode ser alterado a qualquer tempo, por solicitação do beneficiário, quando então será cobrada a emissão do novo cartão Transcol Estudante.

6.10. Qual a documentação necessária para o cadastramento?(quem não possui cartão)

  •   Formulário do aluno (retirado na web).
  •   Uma foto 3x4, frontal e recente, sem marcas, carimbos, frases, números ou datas de qualquer natureza, cortes ou manchas. Não serão aceitas fotografias de pessoas digitalizadas, sorrindo ou com óculos esporte.
  •   Cópia da identidade ou certidão de nascimento do aluno.
  •   Cópia comprovante de residência que devera estar em nome do estudante. ou dos pais, ou uma declaração do proprietário no caso de imóvel alugado.


6.11. Qual documentação necessária para quem já possui cartão?

  •   Apresentar o cartão no ato do recadastramento.
  •   Formulário do aluno (retirado na web).
  •   Cópia da identidade ou certidão de nascimento do aluno
  •   Cópia do comprovante de residência que deverá estar em nome do estudante ou dos pais, ou uma declaração do proprietário no caso de imóvel alugado.


6.12. Quem poderá fazer o cadastramento ou recadastramento do estudante?
O cadastramento/recadastramento só poderá ser feito pelo estudante ou seu responsável legal (pai, mãe, tutor), mediante documento de identificação.

6.13. E se o estudante quiser nomear um representante?
Ele deverá anexar uma cópia da autorização, com firma reconhecida. Caso menor de 18 anos, a autorização deverá ser feita pelos pais.

6.14. Como proceder no caso de roubo ou perda do cartão?
O estudante deve ligar para o numero 2122-0233 e solicitar o bloqueio do cartão. Se dirigir a um posto de vendas do GVBus com um documento de identificação e fazer a solicitação de um novo cartão, mediante ao pagamento.

6.15. Quem poderá fazer a solicitação?
Só poderá ser feito pelo estudante ou seu responsável legal (pai, mãe, tutor), mediante documento de identificação.

6.16. Qual o valor da taxa de segunda via?
A taxa para aquisição da segunda via é de R$ 20,00.

6.17. Qual o prazo para entrega da segunda via?
A segunda via é entregue em cinco dias úteis após a solicitação.

6.18. Em caso de cartão danificado, quais as providências a serem tomadas?
O cartão que sofrer qualquer dano técnico e deixar de funcionar corretamente deverá ser apresentado na Loja Central do GVBus, na Avenida Reta da Penha. Se o cartão possuir problemas técnicos internos, ele será prontamente trocado por outro, sem nenhum custo para o seu portador. Se houver sinais de vandalismo ou descuido, será cobrada uma taxa de emissão de segunda via. Por isso, evite colocar o seu cartão em locais de exposição ao calor, gordura ou em contato com a água e clipes.

6.19. Quais os cuidados necessários com os cartões:

  •  Não dobrar, perfurar nem grampear o cartão.
  •  Não molhar.
  •  Não expor o cartão ao sol, calor ou a produtos químicos.
  •  Não colar adesivos, nem plastificar.
  •  Nunca emprestar seu cartão a terceiros.
  •  Lembre-se de que um cartão bem conservado e utilizado corretamente evita erros de leitura. 

6.20. Qual o risco do cartão ser falsificado?
A fraude por clonagem ou por falsificação é inviável em razão dos avançados conceitos de segurança que são empregados na sua fabricação.

6.21. O que muda dentro dos ônibus com a bilhetagem eletrônica?                    
A bilhetagem trouxe poucas alterações visuais nos coletivos. A mudança mais perceptível é a presença do Validador, um equipamento no formato de uma caixa retangular, fixado em uma das colunas, ao lado do cobrador ou do motorista, no caso dos microônibus. O Validador tem a função de efetuar a leitura dos cartões, debitar o valor correspondente a uma tarifa, mostrar o saldo do cartão e liberar a catraca. Essa tecnologia, embora seja nova no mercado (aproximadamente 10 anos), já está implantada na maioria das capitais brasileiras.

6.22. A aquisição do cartão é obrigatória para os passageiros que não utilizam vale-transporte e passe escolar?
Não. O cidadão comum poderá optar por pagar em dinheiro.

6.23. Um cartão que ficou mais de 12 meses sem uso pode ser utilizado e quais as providências a serem tomadas?
O cartão eletrônico que não for utilizado pelo prazo de 12 meses é considerado inativo e não irá liberar a catraca nos ônibus. O interessado deverá proceder a sua liberação comparecendo ao prédio administrativo do GVBus, na Loja Central na Reta da Penha, portando o cartão para análise do ocorrido. Os créditos remanescentes (quando houver) não são perdidos e podem ser utilizados após a liberação do cartão.




Confira a legislação do Passe Escolar: 

 

Decreto Nº 2.012-R


 

 
GVBus ©2009 - Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória
Telefone - (27) 3434 5015 - Fax - (27) 3434 5001 - E-mail: sac@gvbus.org.br